Anotações de uma Conferencia do Pe. MD Philippe sobre o Espírito Santo e a Virgem Maria

Publié le Mis à jour le

Anotações de uma Conferencia do Pe. Marie-Dominique Philippe sobre o Espírito Santo e a Virgem Maria

A Virgem Maria se faz presente para nos dispor a receber o Espírito Santo, mas ela se fez também presente para permitir que o Espírito Santo aja em nós com toda a liberdade. Pois, o Espírito Santo tem uma delicadeza de amor que é única, então é preciso que a Virgem Maria nos ensine a viver sob a dependência Dele, sob o Seu sopro de amor, para recebermos realmente a palavra de Deus como ela deve ser recebida. Maria, na sua educação materna, faz crescer em nós a sede de receber o Espírito Santo, o tempo inteiro. Não podemos diminuir o crescimento dessa sede, pois não podemos diminuir o crescimento do amor divino em nós. E, quanto mais a caridade e o amor divino se enraizam na nossa vontade, mais essa última tem sede de receber o Espírito Santo de maneira mais profunda e divina. É infinito, porque isso não vai mais de luz em luz: isso vai de pobreza em pobreza, isso vai de amor em amor, de amor divino em amor divino.

E Maria não cessa de nos fazer disponíveis à ação do Espírito Santo. Ela nos dá sede Dele e ao mesmo tempo, sob um outro aspecto, ela nos ensina a cooperar com Ele. É isso que devemos pedir à Santíssima Virgem: ter sede do Espírito Santo. Se Jesus diz: “ Sem mim, nada podeis fazer ”, podemos também dizer que sem o Espírito Santo não podemos agir divinamente, não podemos progredir na caridade. (…)

Maria vai nos ajudar, como um Mãe, a ter sede desse dom do Espírito Santo e dos seus sete dons que recebemos com a graça santificante, com a fé, a esperança e a caridade.

Padre Marie Dominique Philippe, Conferência, 1º de junho de 1995